Resenha - O Busto de Adão e Outras Poesias




16 julho 2015


O mineiro Bruno Félix traz em seu primeiro livro, O Busto de Adão e Outras Poesias, 130 páginas, de Bruno Félix, Chiado Editora toda sua vivência, de músico a menino de vila, de forma que ao ler seu livro eu me senti entrando em sua intimidade. Como uma professora que descobre o menino que escreve poesias e desenha em seu caderno durante as aulas de química.


“O busto de Adão e outras poesias - Com um estilo moderno e irreverente, o autor destila ensinamentos de sabedoria em boa parte da obra, permeada ora por poemas de amor, ora por ácidas e bem-humoradas críticas sociais. Tudo isso acontece em uma conexão dos poemas, seja através de lugares e situações, ou de riquíssimos personagens que interagem em diferentes poemas, todos escritos sob o olhar honesto do poeta, ou seja: um espelho de sua realidade e vida.O “Livreto de Sonetos” traz um colorido especial à obra, agradando ao leitor mais purista, não se limitando aos tradicionais sonetos de amor.Antes de finalizar a obra, com os quatro cantos de vinte quartetos, cada da moderna epopeia “O Busto de Adão”, o poeta presenteia o leitor com um suave e surreal “Caderno de Haikai” que apresenta brilhantes metáforas agregando ao livro uma graciosa leveza.As ilustrações de Arthur F. Pádua são poesias à parte, tornando a experiência de leitura ainda mais agradável.”

As ilustrações em preto e branco do também mineiro Arthur F. Pádua reforçam essa sensação.
Dividido em uma primeira parte sem título, “O Livreto dos Sonetos”, “Caderno de Haikai” e finalizando com “O Busto de Adão”, Bruno não se atém a uma única temática, passando por histórias de amor, críticas sociais, lembranças de infância, que trazem a sensação perfeita da vivência de vila ao leitor.
São poesias simples e sinceras, algumas com recurso visual, outras com aspecto mais tradicional, como no Livreto de Sonetos, onde o autor expressa o mundo a sua volta de forma extremamente honesta, por vezes impactantes.
Como provinha, para finalizar, deixo para vocês o texto que mais me chamou atenção no livro:

Soneto ao Poeta
Meu caro poeta,
Me diz por favor
Cadê sua musa,
Cadê seu Amor?

Cadê a tristeza,
Cadê sua dor?
Cadê a beleza,
De um novo amor?

A pena,
A prosa,
O pranto?

O copo,
O corpo,
A culpa?



12 comentários:

  1. Eu sou amante de poemas, e de livro assim.
    Adorei a sua resenha, e vou marcar esse livro na wishlist, é muito bom após uma ressaca literária rsrs
    Beijos
    http://myself-here1.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Amanda, não sou muitooo fã de poesias.
    Mas achei o livro bem interessante.
    Também gostei da ideia das ilustrações e por ser tão curtinho eu leria sim. :)

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  3. Olá!

    Eu não gosto muito de poesias, mas achei o livro interessante!
    Adorei a sua resenha, foi objetiva e muito muito boa :)
    beijão,

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Apesar de achar o livro interessante, não gosto muito de poesias, então essa dica eu vou deixar passar.
    Gostei da resenha!
    Beijos!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Olá, tudo bem?

    Que dica gostosa, poesia de um brasileiro. Adoro quando descubro novos talentos da nossa literatura. O último que me fez ficar completamente apaixonada foi o Eu Me Chamo Antônio, simplesmente amei o jeito irreverente de fazer poesias. E claro que quero conhecer o livro do Bruno e esta provinha aí no final, já me deixou na vontade. E fico ainda mais contente por ele falar de vários assuntos através dos seus poemas.

    beijinhos e parabéns pela resenha.



    http://livrosfilmeseencantos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. É um livro diferente e amei a dica. Apesar de não ser um genero que eu curto, eu leria de boa. Essa poesia no final, foi pra lacrar.
    http://odiariodoleitor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oie Amanda!
    Não sou muito fã de poesias, mas vi ali que tem um caderno Haikai? Acho Haikais super interessantes, conheci através de um outro livro e tenho que confessar que esse soneto é muito lindo!
    Beijos

    LuMartinho | Face

    ResponderExcluir
  8. Olá, Amanda.
    De fato, tenho que me aventurar mais por esse gênero.
    Gostei da ideia de mesclar variados assuntos e ainda carregar críticas sociais, como você citou.
    Fiquei bem curiosa quanto ao Livreto dos sonetos.
    Sugestão anotada.
    Um beijo!

    ResponderExcluir
  9. A Chiado sempre dando oportunidades pras pessoas. <3 poemas <3
    www.belapsicose.com

    ResponderExcluir
  10. Mais que perfeito! Gente que vontade de ter este livros em mãos agora! Amo demais. Amei tua resenha Amanda e tocou em poesia, tocou em minha alma!

    Um abraço!
    Pensamentos Valem Ouro

    ResponderExcluir
  11. Oii, tudo bem?
    Não sou muito de ler poesias, mas algumas são bem lindas. Que bom que você gostou, adorei a poesia que você citou.

    Beijos da Jéss ♥
    Brilliant Diamond | Fan Page

    ResponderExcluir
  12. Oi Amanda, tudo bem?
    Apesar de gostar de poesia, não costumo ler livros de poesias, por isso não leria o livro...
    Bjs

    A. Libri

    ResponderExcluir

O Poesia na Alma pertence ao universo da literatura livre, como um bicho solto, sem dono e nem freios. Escandalosamente poéticos, a literatura é o ar que enche nossos pulmões, cumprindo mais que uma função social e de empoderamento; fazendo rebuliço celular e sexo com a linguagem.

@Poesianaalma

 

SKOOB

Arquivo do Blog

Direitos autorais

Copyright © 2015 • Poesia na alma