Resenha – Guia do Mochileiro das Galáxias




22 janeiro 2016


Com uma linguagem rica e bem humorada, Guia do Mochileiro das Galáxias, de Douglas Adams, 205 páginas, Editora Arqueiro, vem para divertir. Arthur Dent tenta a todo custo salvar sua casa da demolição para construção de uma via pública, mas pouco sabe ele que coisas bem piores estão por vir... além da casa, Arthur perder o seu planeta, isso mesmo, todo o planeta Terra fora destruído.


E então, numa quinta-feira, quase dois mil anos depois que um homem foi pregado num pedaço de madeira por ter dito que seria ótimo se as pessoas fossem legais umas com as outras para variar, uma garota, sozinha numa pequena lanchonete em Rickmansworth, de repente compreendeu o que tinha dado errado todo esse tempo e finalmente descobriu como o mundo poderia se tornar um lugar bom e feliz. (...)
Infelizmente, porém, antes que pudesse telefonar para alguém e contar sua descoberta, aconteceu uma catástrofe terrível e idiota, e a ideia perdeu-se para todo o sempre.”

Arthur e seu amigo Ford Prefect, que finge ser um ator desempregado e na verdade é um alienígena, que estava na Terra colhendo dados para o Guia do Mochileiro das Galáxias, conseguem escapar da destruição, ou ‘demolição da Terra’, fugindo na nave Vogon.



Os Vogons foram as criaturas que destruíram a Terra com o intuito de desenvolver as regiões periféricas da Galáxia.

Como todos vocês certamente já sabem, os planos para desenvolvimento das regiões periféricas da Galáxia exigem a construção de uma via expressa hiperespacial que passa pelo seu sistema estrelar e infelizmente o seu planeta é um dos que terão de ser demolidos. O processo levará menos de dois minutos terrestres. Obrigado.”

Depois dessa fuga triunfante, uma sucessão de aventuras em naves e planetas acontecem, e é durante essas aventuras que nossos protagonistas conhecem Zaphod Bleeblebrox, presidente do Governo Imperial Galático; Trillian, uma terráquea e Marvin, um robô. Acabam chegando ao planeta Magrathea e Arthur começar a entender algumas coisas sobre a própria existência e a destruição da Terra.

“Magrathea é um mito, um conto de fadas que os pais contam para os filhos de noite (...)”


Por mais trágico que pareça a destruição da Terra, não tive como não rir da genialidade da obra, que apesar do tom juvenil, abarca tranquilamente o público adulto. Não posso deixar de frisar a personalidade do autor, que remou contra a maré dos clichês e transbordou em originalidade. 

Por Lilian Farias

24 comentários:

  1. Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh <3 Cara, eu simplesmente amo esse livros e os que se seguem (não amo tanto o ultimo, mas ainda amo). Essa serie é fantástica e o Douglas tem o dom!Eu acho o Marvin um robô absolutamente incrível, meu personagem favorito. No começo da leitura eu estava com um pouco de dificuldade, o Douglas faz umas repetições propositais de palavras e pedaços de frases que confundem, você percebeu isso?

    ResponderExcluir
  2. Olá,
    há muitos anos li essa obra, mas acho que não era tão maduro para compreendê-la da forma que devia, não sei, ou simplesmente ela não faz meu estilo de leitura. Entendi sim o enredo, mas não cheguei a achar cômica como tantos dizem, muito menos conseguir ter imaginação para crer no que o autor estava dizendo, achei muito absurdo e longe da minha realidade, deve ser por isso que não gostei tanto assim, por isso nem dei continuidade. Mas admiro quem gosta da obra, afinal a gente sempre ler querendo que o livro nos agrade.

    Att,
    decaranasletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Nossa, escuto falaram tanto, mas tanto desse livro que já está começando a me dar curiosidade de ler! O problema é que tem algo que não me atrai, talvez seja porque esse tipo de livro não é meu gênero favorito, infelizmente, porque o livro realmente parece ser bom, rs.

    ResponderExcluir
  4. Oi Lilian,
    Já vi resenhas bem bacanas sobre esses livros. E sempre que vou na Americanas, penso em comprar. Mas nunca compro. Gostei muito da sua resenha, me despertou mais interesse.
    Beijos
    Historiar

    ResponderExcluir
  5. Heey!!
    Tem como não amar O Guia do Mochileiro das Galáxias?!
    Sério é muito bom e hilário, eu amei ♥
    Abraços!!
    http://desbravando-o-infinito.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Lilian amore!
    Eu tenho essa série, mesmo sendo fininha, a desmiolada aqui não consegue ler!!! Porque? Porque sou lentaaaaaaaaaaaaaaa.. Mas, está aqui só aguarndo o dia dele. Ao ler sua resenha percebi que estou vacilando demais, pois senti nela um entusiamo que me contagio.
    Tô dentro!

    Bjocas
    Ni
    Cia do Leitor

    ResponderExcluir
  7. Lilian, eu sou uma contra regras aqui, não gostei nada desse livro.
    Li, e pensei sinceramente que iria gostar por ser um clássico da ficção científica, mas não consegui passar do primeiro livro, e acabei trocando a série toda, não sei o que acontecia, depois que eu li o livro um, eu sentia uma repulsa toda vez que olhava para série toda.
    Mas eu sou uma minoria nisso tudo, eu tenho certeza, e reconheço que é um livro muito aclamado por todos.
    Bjs,

    Juliana Duvi
    http://claqueteliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Olá, mais uma série que eu deveria ter colocado na lista que fiz hoje, de séries famosas que quero ler. Quero muito ler essa série, por ter visto muitos comentários sobre ela, mas ainda não sabia como a história começava. Gostei da resenha.

    Participe do sorteio da Trilogia A Caverna Cristalina: petalasdeliberdade.blogspot.com .

    ResponderExcluir
  9. Esta história é magicamente muito famosa, mas eu nunca me apeguei para ler e também não faz muito o meu estilo. Como você disse, mesmo sendo juvenil também alcança o público adulto e acho isso ótimo em uma obra. Não tenho vontade de ler por se tratar de aventuras espaciais, mas sei que é bem criticada por quem lê.

    Beijos,

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    www.amigasemulheres.com

    ResponderExcluir
  10. Olá, tudo bem.

    Eu ganhei a série no meu aniversário em 2014. E comecei até a ler, mas abandonei bem no inicio. Mas pretendo ler ainda por ter sido presente e para ver se eu curto, ou vou ter que me desfazer da série. Sua resenha até me animou a dá mais uma chance logo.

    beijos

    ResponderExcluir
  11. Oi!
    Eu sempre tive vontade de ler essa série, todo mundo adora e eu não dispenso uma boa aventura. Bela resenha.

    beijos
    http://pobreleitora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oie,

    Acredita que eu nunca dei chance a leitura dessa série, agora percebo o grande erro que eu cometi, percebo que é uma série eu posso amar, e acredita eu já achei um dos livros dessa série por menos de 5 reais, agora me arrependo de não ter comprado. Com certeza quando achá-lo eu irei comprar e lê-lo.

    Bjs
    Mayla

    ResponderExcluir
  13. Oii,

    Tenho muita curiosidade em ler esse livro e também a série inteira.
    Mas estou enrolando tanto, que acho que esse ano não vai rolar a leitura dele.
    Mas com certeza está em minha lista de leitura.

    beijos

    ResponderExcluir
  14. Oie
    tenho amigos que amam a série e o auto mas nunca tive vontade de ler o livro, não é bem o que curto, mesmo assim, ótima resenha

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. O Guia é praticamente literatura clássica a estas alturas. Eu nunca li a coleção, nem tinha me interessado tanto, mas acabei de ganhar todos os livros. Seu texto me deu o empurrãozinho que faltava! XD
    Até + ver! Nu.
    As 1001 Nuccias | Curtiu?

    ResponderExcluir
  16. ah cara sou completamente apaixonada pelo guia. é uma serie mt boa e genial demais.
    fico feliz que tenha gostado da leitura. espero que leia a série toda em breve. Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  17. Eu comprei essa série para s meus filhos,mas eles nem se interessaram e todo ano no dia da toalha eu juro que vou ler todos,mas sempre acabam ficando para depois.Eu gosto de fantasia e por tudo o que já li da série e mais ainda com a sua resenha sei que gostaria.

    bjsss

    Apaixonadas por Livros

    ResponderExcluir
  18. Virei fã do autor com essa serie e fiz meu namorado virar tbm rsrs. Eu adorei os livros apesar de achar os dois últimos um pouco cansativo, o primeiro é sem dúvidas o melhor.

    Coração leitor

    ResponderExcluir
  19. Oii, como vai?
    Eu ganhei esse livro quando fui parar um tempo no hospital e acabei não lendo. Hospitais e remedios são péssimas combinações. Quando eu voltei pra casa acabei colocando na estante e ops, esqueci. Obrigada por lembrar e por essa resenha sensacional que me faz me sentir culpada por ter esquecido ele na estante.

    Beijos, Lali

    Cantinho da Bruna

    ResponderExcluir
  20. Maaano vc acredita que eu abandonei esse série, eu li só até o terceiro livro e parei, eu não entendia nada, sou meia anta pra esse livro kkk
    http://odiariodoleitor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Tenho uma vontade enorme de ler essa série, mas quando lembro da quantidade de livros... O fato é que é um clássico dentro do gênero ficção cientifica.E um dos pontos que mais se destaca é o humor, com certeza.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  22. Oi, Lilian! Faz um tempo que quero ler esses livros, mas ainda não tive minha oportunidade. Espero um dia ter minha chance e achar a obra muito boa também

    Beijos da Fê
    As Catarina´s / Fanpage / Instagram

    ResponderExcluir
  23. Oi, Lilian.
    Li O Guia há algum tempo, mas relendo sua resenha descobri que não lembro quase nada da história. Vou adicionar à lista de leitura de 2016, lembro de ter amado a escrita do Adams.

    Beijos,
    Celly.

    ResponderExcluir

O Poesia na Alma pertence ao universo da literatura livre, como um bicho solto, sem dono e nem freios. Escandalosamente poéticos, a literatura é o ar que enche nossos pulmões, cumprindo mais que uma função social e de empoderamento; fazendo rebuliço celular e sexo com a linguagem.

@Poesianaalma

 

SKOOB

Arquivo do Blog

Direitos autorais

Copyright © 2015 • Poesia na alma