Resenha - Tiro de Misericórdia




27 janeiro 2016

Recebi de cortesia da Editora NVersos o livro Tiro de Misericórdia, de Flávio Ricardo Vassoler, e a princípio achei tratar-se de uma coletânea de contos e aforismos de cunho existencial... Não deixa de ser, mas a proposta do autor vai além do imaginado por mim...


Tiro de Misericórdia traz inúmeros textos, alguns curtos outros mais longos sobre a política de Capitalismo vs Socialismo, sobre o consumismo, sobre o totalitarismo, sobre o fato de ser humano num mundo consumista e egoísta... Usando de referências de livros e filmes, o autor vai construindo uma teia perturbadora que vai causar um impacto de reflexão no leitor, numa linguagem densa e ao mesmo tempo fluída...



Ao longo de suas pouco mais de 220 páginas, o leitor vai identificando poesia dando voz à críticas sociais. Como dito no prefácio da obra, Tiro de Misericórdia é um sol de agonias: aflora sentimentos dúbios num leitor por vezes habituado a certezas inalteráveis. Prepare-se para ter suas convicções alteradas ou - no mínimo - reavaliadas...

Flávio Ricardo discorre sobre como o consumismo pode ser motivo de status para a aceitação do indivíduo no meio em que vive. Funciona como uma válvula de escape para uma possível depressão ou descontentamento com o mundo, quando na verdade por até agravar o fato... O consumismo seria uma espécie de simulacro, danoso a longo prazo com uma falsa promessa de solução...

O autor ainda critica a falsa solidariedade, a lei do mais forte, imposta ao Homem desde cedo, quando na mamadeira de sua existência o egoísmo e individualismo são reforçados. A violência é banalizada, Somos alheios ao sofrimento do 'outro', matamos de forma indireta. Vivemos numa guerra de valores e aceitação, onde o materialismo separa o mais forte do mais fraco, numa selva cinzenta de altos arranha-céus...

"Estamos em Londres. Não há guerra na City londrina - ao menos declaradamente. O capitalismo veste os soldados com armas civis. Os batalhões são arregimentados pelos vagões de metrô. Na guerra do capital, as mulheres também lutam."

Tiro de Misericórdia faz despontar no horizonte do raciocínio uma fagulha de incerteza, faz [re]pensar... 



28 comentários:

  1. Val, fiquei besta com esse livro. Quero muito!

    ResponderExcluir
  2. Oie, tudo bem?
    Não conhecia a obra, mas curto demais suas indicações de livros e esse é mais um que me deixou curioso com o conteúdo que pelo visto, nos faz pensar bastante sobre a forma como enxergamos certos aspectos da sociedade contemporânea. Ótima resenha!
    Beijos

    Academia Literária DF

    ResponderExcluir
  3. Olá.
    Eu não conhecia sobre o livro mas gostei bastante da premissa, parabéns pelo trabalho. Irei procurar ele para leitura.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Oi!
    Eu nunca tinha visto esse livro. Bom, é algo beeeem diferente das coisas que eu leio e fiquei meio em dúvida, porque parece ser bom, mas não sei se eu gostaria de ler, rs. Flores no Outono

    ResponderExcluir
  5. Um livro interessante, com diversos questionamentos. Acho que os leitores num geral precisar ler livros assim.
    É bem diferente. Tratando do ser humano como ele realmente é.

    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  6. Hi baby, tudo bem? que capa bonita! adorei a premissa também, nunca tinha ouvido falar! vou procura-lo pra saber mais.

    Lilian Valentim
    http://speakcinema.blogspot.com.br/
    beijinhos

    ResponderExcluir
  7. Eu não leria esse livro. Mesmo concordando com o autor em várias partes, eu sinto que teríamos opiniões distintas sobre o Capitalismo e o Socialismo e isso provavelmente me irritaria um pouco rs. Mas o livro parece ser bom e bem escrito, assim como a sua resenha que está impecável.

    Beijo,
    http://complexodevaneio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oioi!

    Não sou fã de livros assim.
    Não sou chegada a contos e crônicas. Leio um ou outro, mas prefiro o bom e velho romance. :D

    Beijos!


    www.oblogdasan.com

    ResponderExcluir
  9. Lembro de quando essa capa pela primeira e logo pensei "tem coisa boa ali". Adorei sua resenha sobre ele.

    Coração leitor

    ResponderExcluir
  10. Caramba, amei. Não conhecia mas agora já vou correndo saber mais sobre ele. Parece bem profundo e essa capa é maravilhosa! Amei a resenha.

    ResponderExcluir
  11. Não conhecia esse livro ainda e pela capa eu pensaria que se tratava de um livro de autor japonês. A proposta do livro é muito interessante, embora eu custe acreditar que algum livro algum dia me fizesse ver o socialismo com bons olhos. Mas já anotei a dica.

    Bjs.

    http://ciadoleitor.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Não conhecia e parei só de admirar a capa, e quando eu li a resenha fiquei de boca aberta, amei sua resenha, indo pesquisar um pouco mais sobre o livro
    http://marifriend.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Olá, eu não conhecia a obra ainda e confesso que não fiquei interessada, seilá mas não parece ser o tipo de leitura que estou procurando no momento, talvez mais para frente eu dou uma chance.

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  14. Olá, tudo bem?
    Cara, eu adoro suas resenhas! Sério mesmo, porque por mais que não tenha lido o livro, você o exemplifica de tal forma que parece que já conheço a história e sem esquecer aquele que de dúvida que nos faz querer ter o livro em mãos.
    Achei este livro muito interessante e diferente dos que estou acostumada a ler, certeza que lerei em breve.
    Beijos, Larissa (laoliphant.com.br)

    ResponderExcluir
  15. Apesar de ser uma temática que eu discuto diariamente, que faz parte do meu cotidiano, este livro não conseguiu despertar minha curiosidade, pelo menos não a primeira vista.
    Talvez eu precise amadurecer um pouco mais a ideia de lê-lo no futuro.

    ResponderExcluir
  16. Olá Maria, eu tinha uma ideia totalmente diferente do que se tratava esse livro e pelos seus comentários ele parece ser bem interessantes com textos bem inteligentes *-* Se tiver chance vou lê-lo.

    Visite "Meu Mundo, Meu Estilo"

    ResponderExcluir
  17. Valéria, com certeza é um livro bem diferente do que estou acostumada a ler, mas achei os temas bem interessantes e fiquei bem intrigada.
    Leria sim.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  18. Esse livro não é nada a minha cara, não me atraiu. A capa não chamou a minha atenção, e não gosto de livros que mesclam vários textos, mesmo tendo alguns mais longos entre eles. É realidade demais para o meu gosto, prefiro livros que me permitam viajar mais.

    Beijo.

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  19. Oie
    nossa, o livro parece ser mega interessante, gostei da capa e do tema, sua resenha ficou ótima e me deixou bem curiosa

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Caralho!
    Não conhecia esse livro e fiquei muito interessado e gostaria de ver as opiniões do autor sobre os assuntos e tirar minhas próprias conclusões.
    Abraço
    http://interessantedeler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Gostei muito da tematica, de verdade, até mesmo por se tratar de contos, um genero que estou conhecendo mais e pelo menos tenho gostado da maioria que li!
    Parabéns pelo post.

    Beijos
    devoreumlivrooufilme.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  22. É um livro bem diferente do que estou acostumada e geralmente livros com algum direncial me atraem, mas isso não aconteceu dessa vez.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  23. Oi, flor!
    Eu achei muito importante a proposta da obra desse autor, mas confesso que o teor pessimista não me soou convidativo. Que há muito consumismo, falta de amor ao próximo, egoísmo e outros contravalores é óbvio… Qual é a motivação que esse livro nos traz? Não sei, não gostaria de ler uma obra como essa sem um teor "esperançoso" por trás.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  24. Oie,

    Eu não conhecia o livro, e nossa fiquei muito curiosa com a leitura, me considero uma inicianda ao consumismo, só preciso de mais dinheiro hahahah. Irei atrás da obra, quero conferir os textos, e a escrita do autor.

    Bjs

    ResponderExcluir
  25. Oi Maria, tudo bem?

    Gostei bastante da sua resenha e o livro parece tratar de assuntos muito importantes e que nos fazem pensar a sociedade em que vivemos, as atitudes que tomamos, o quanto somos egoístas com essa necessidade capitalista que temos de ter cada vez mais. Gostei bastante da capa!!

    Beijinhos,

    Rafaella Lima || Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  26. Ei, tudo bem?
    Não conhecia o livro e achei bem interessante o tema abordado, mas não sei se o leria. Espero que quem for ler aproveite bastante.

    Beijos, Gabi
    Reino da Loucura

    ResponderExcluir
  27. Oee! Nossa,sou pessimo com esses livros existencialistas que nos põem pra pensar. Que capa é essa?! A tia cometendo haraquiri,que coisa mais linda. Resenha supimpa,Abraço!

    ResponderExcluir
  28. Ola. Que capa perfeita. Gostei da premissa, bastante polemico digamos assim. E gostei dos quotes 😍

    Beijão da Lari
    Brilliantdiamond-bg.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

O Poesia na Alma pertence ao universo da literatura livre, como um bicho solto, sem dono e nem freios. Escandalosamente poéticos, a literatura é o ar que enche nossos pulmões, cumprindo mais que uma função social e de empoderamento; fazendo rebuliço celular e sexo com a linguagem.

@Poesianaalma

 
Autora dos livros O Céu é Logo Ali, Mulheres Que Não Sabem Chorar e Desconectada. Em seus livros ela aborda temas como sexualidade, liberdade, amor, preconceito, gênero, violência sexual, alcoolismo, etc. A escritora mantém um blog literário e trabalha com educação.

Arquivo do Blog

Direitos autorais

Copyright © 2015 • Poesia na alma