Resenha – Uma noite em casa de Amália




11 janeiro 2017



Uma noite em casa de Amália, de Filipe La Féria, 133 páginas, Editora Chiado, é uma peça teatral com muita poesia. Amália dará uma festa para o aclamado poeta Vinícius de Moraes, que pretende viajar pela manhã para Roma. O poeta passa uma noite em casa de Amália, então, grandes nomes que representam Portugal comparecem.

A noite vira uma festa, tal qual era o próprio Vinicius, uma festa em harmonia. Música, poesia, álcool e críticas ao momento atual político, dezembro de 1968.

“Imagine, Vinicius, que publiquei uma antologia erótica e satírica e levaram-me aos bancos dos réus. Ameaçaram prender-me mas eu compus este poema para me defender no Tribunal Plenário que me condenou. O meu advogado aconselhou-me a não o dizer, se não ainda era mais implacável o castigo dos fascistas! (...) Mas por minha vontade mesmo na prisão, dizia-o.”

Os diálogos curtos e rápidos dando vida ao imaginário sobre o ambiente, de certa forma, me fizeram entender que eu estava numa peça, que havia uma Amália cantando, que Vinicius realmente dizia ‘Saravá’ em sua casa, que realmente todas aquelas personalidades falavam, às vezes, ao mesmo tempo, e que que para além de leitora, era espectadora. Brasil e Portugal juntos, em uma noite de efervescência cultural, só poderiam resultar num canibalismo poético

"A poesia é pra comer"

Essa é a última viagem de Vinícius como diplomata, que já sabia que seria afastado pelo Militares, que recebem críticas, diga-se de passagem, corretas, “E abaixo as bestas analfabetas!”.  E entre os cantos do poeta, pedidos da anfitriã, fui me deleitando na poesia que cresci ouvindo: “Tristeza não tem fim/ Felicidade sim”. Mas não só o Brasil, o fado também dá o tom nesse momento de prazer.


Uma noite em casa de Amália me proporcionou uma leitura afortunada. Mas, admito, quero ver a peça. O autor, que não conhecia, tem um currículo vasto, premiado como uma das personagens que mais se destacaram no teatro de Portugal. 

28 comentários:

  1. Interessante. Não conhecia a obra poos não faz meu gênero de leitura, mas achei interessante que você se sentiu dentro dá leitura. Isso é tão gostoso quando acontece. Ótima resenha. Espero que leia mais coisas do autor e se apaixone mais também.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Oioi!

    Essa leitura não faz muito meu estilo, então deixarei passar a dica desta vez.
    Mas que bom que você gostou do livro! :)

    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Olá,tudo bem?
    Nossa que interessante! É a primeira vez que leio sobre essa obra mas se sinto bastante curiosa sobre. Me parece uma leitura bem diferente. Vou pesquisar um pouco mais antes de decidir sobre a leitura. Beijos

    ResponderExcluir
  4. Olá! Ainda não conhecia essa obra. Não sou muito fã de poesias, mas parece realmente ser uma obra interessante. Como é a leitura? Tranquila e fácil, ou por ser focado em poesias é mais complexa?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amanda, você me fez uma pergunta difícil, não acho livro de poesias difíceis, muito menos complexo, as poesias do Vinicius, até onde sei, são bem simples, inclusive, músicas conhecidas. Mas o livro é uma peça teatral.

      Excluir
  5. Eu não sou muito fã desse tipo de leitura, provavelmente é um livro que não me prenderia. Porém, acho que é sempre importante manter a mente aberta com enredos que não se encaixam muito no meu gosto literário e dar uma chance.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    1968 O ano que não terminou, gostaria muito de ouvir quais eram as críticas desses poetas, músicos e diplomatas sobre o momento político, queria ser uma pulguinha só para ouvir ali o que eles não podiam expressar em público. Taí, vou procurar ler este livro.
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Está aí um livro que eu gostaria de ler, principalmente por eu amar poesias. Escrevia muitas quando pequena e lê-lo seria como reviver momentos passados <3
    Parabéns pela resenha!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Olá, Lilian.
    A história do livro é até interessante, mas o que não me deixa realizar a leitura é que o livro é narrado em forma de peça teatral, e eu não gosto muito. Mas quem sabe futuramente eu não dê uma chance ao livro?!

    Beijo,
    http://pactoliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi, tudo bem?
    Não é o meu tipo de leitura, mas o livro tem uma premissa bem interessante pela questão da crítica política, entre outras coisas e tem uma bela capa!!
    Bjs

    ResponderExcluir
  10. Já tinha ouvido falar dessa obra, mas não conhecia o conteúdo. Parece interessante, mas não entendi... é ficção?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 'é uma peça teatral' primeira frase do texto.

      Excluir
  11. Que resenha encantadora! Eu ainda não conhecia a obra e mesmo não sendo algo que eu leia com frequência, eu fiquei muito interessada em realizar a leitura.

    ResponderExcluir
  12. Olá! Não conhecia o livro. No momento acho que não o leria, pois foge um pouco de minhas preferências literárias.

    Bjs
    www.livrosdabeta.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. OOi Lilian!
    ótima resenha, ainda assim, passo a dica. O livro não me atraiu muito!

    ResponderExcluir
  14. Olá,
    Confesso que poesia não me chama muito a atenção, mas fiquei intrigada para conferir como são realizadas as críticas no momento retratado da história.
    A premissa é interessante, no momento creio que a leitura não iria fluir para mim mas deixo a dica anotada para no futuro tentar fazer a leitura.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Olá,

    Não costumo muito ler peças teatrais, mas essa em especial tem um certo charme. Fiquei curiosa por essa festa e quais nomes interessantes vão aparecer nesse enredo. Legal saber que o contexto do livro, condiz com a época política em que a história se passa.

    Abraços,
    Cá Entre Nós

    ResponderExcluir
  16. Olá! Gostei da sua resenha, bem objetiva.
    Ainda não conhecia essa obra e fiquei curiosa.
    Vou anotar a indicação, bjooooooooo

    ResponderExcluir
  17. Não conhecia a obra. Poesia não é muito o meu forte, mas pretendo ler mais este ano! Dica anotada :)

    Beijos!

    ResponderExcluir
  18. Oi Lilian, confesso não lembrar se alguma vez li algum tipo de peça teatral. Não sei se me adaptaria ao estilo da narrativa,mas não posso negar que esta me deixou interessada.
    Bjs

    ResponderExcluir
  19. Olá, eu não conhecia o autor e nem sua obras, mas pela sua resenha deu para perceber que essa peça foi muito bem escrita capturando a essência dos personagens *-* Dica anotada.

    http://meumundo-meuestilo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Eu gosto muito de Vinicius de Moraes, confesso que me interessei bastante pelo livro embora nunca leia nada no tipo teatro, rs. Ótima resenha, parabéns! Flores no Outono 

    ResponderExcluir
  21. Olá!
    Que diferente esse livro. Eu nunca tinha ouvido falar. Apesar de não ser o meu estilo de leitura, eu o achei bastante interessante. Que bom que se sentiu envolvida com a peça.

    Abraço,
    http://flornooutono.blogspot.com.br/2017/01/os-filmes-mais-aguardados-de-2017.html

    ResponderExcluir
  22. A obra me parece muito boa.E apesar de ainda não ter lido tantas peças, é um gênero bem atraente. Dica anotada! Beijos

    ResponderExcluir
  23. Olá
    muito legal o enredo, completamente diferente mas curiosa, gostei da dica e da resenha

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  24. Olá, tudo bem?
    Confesso que ler peçs de teatro não é o meu forte, gosto de narrativa mesmo, sabe? Mas, quando se fala em poesia eu fico bem empolgada, até porque Uma Noite na casa de Amalia parece ser bem interessante.
    Beijos <3

    ResponderExcluir
  25. Olá,
    Eu simplesmente não consigo ler peças de teatro, eu perco completamente o foco. Poesia ainda consigo, mas pelas de teatro não são para mim. Achei bacana a capa, pela sua resenha combina bem com o livro.

    http://euinsisto.com.br

    ResponderExcluir
  26. Olá tudo bem ?
    Não conhecia nada do tipo, uma historia diferente do que
    costumamos ver, confesso que não é algo que quero para imediato
    pode ser que futuramente eu me aventura
    Beijos

    ResponderExcluir

O Poesia na Alma pertence ao universo da literatura livre, como um bicho solto, sem dono e nem freios. Escandalosamente poéticos, a literatura é o ar que enche nossos pulmões, cumprindo mais que uma função social e de empoderamento; fazendo rebuliço celular e sexo com a linguagem.

@Poesianaalma

 

SKOOB

Arquivo do Blog

Direitos autorais

Copyright © 2015 • Poesia na alma