Resenha – Vozes Guardadas




14 fevereiro 2017



Vozes Guardadas, de Elisa Lucinda, Editora Record, 515 páginas, é a materialização de dois livros: Jardim de Cartas e O livro dos desejos. A autora dedica sua poesia à experiência, de modo que ‘estranhos’, em sua poética, se tornam nossos conhecidos. Não convivi com Moarci Tabasnik, mas senti uma forte aproximação, pois, tal como ele, poderia a morte ter levado alguém próximo a mim e que também se importa com a humanidade. 

“(...) A morte deveria ter consultado o mundo.
Não concordaríamos.
Faz falta gente que se importa com a humanidade”

Também não vi o nascimento de Taís do Espírito Santo, mas “a princesinha preta, filha da alvorada!” já surge parente dos leitores da Elisa. Pois, Vozes guardadas são aqueles sentimentos que nos guardam e que nós aguardamos. De tão próximo, despe nossa alma, derrama DNA.

Elisa é assim, pega dia agitado e transforma em calmaria, faz trânsito infernal em rede e pescaria. Aquece inverno e amolece pedra. As vozes que estavam guardadas saíram transcendente, afetivas, sexuais

"- Que peito macio!
- São teus lábios."

Nada é trivial, mesmo o amor, talvez, não correspondido, ganha roupagem ‘ridícula das cartas’, pois, ‘todas as cartas de amor são ridículas’, deixa exposta um amante angustiado, quase em colapso pela resposta amada.

“Se não gostar mais de mim
não me responda nada
não me diga nada
não quero que fiquem gravadas
as palavras do não querer se não gostar mim
ninguém precisa saber
nem eu.

Se não gostar de mim seja breve seja zen
silêncio de ioga e Sidartha.
Mas se ainda sonhar comigo, por favor, meu amor,
devolva essa carta.”

Na madrugada, segredos cuidadosamente guardados vão sendo despidos como parte do grande sistema da vivo, ligado pela admiração.

“É madrugada
Ninguém sabe de mim
Ninguém sabe o que penso.
Ninguém sabe de nada.
Sou da esgrima da palavra.
Valente espadachim em pensamento.
Nada pode me deter,
nem eu, enfim.

Por isso penso em você
escondido em mim.”


E assim vão escorrendo Vozes Guardadas, de Elisa Lucinda, deslocando pensamentos, saudades, melancolia, brincadeiras, safadezas e nostalgia, capazes de provocar pela afetividade, experimentando jeito de fazer carinho, jeito de passar a língua, jeito de fazer gozar. Lá vai a Elisa dançando em corações com a poesia da alteridade.  

30 comentários:

  1. Olha, confesso a ti que o livro não me atraiu, já vi que temos um gosto distinto para a literatura, mas eu sempre gosto de ver suas resenhas e indicações justamente por isso, é bem legal conhecer obra diferentes assim, que foge ao meu padrão, rs. Aliás, você tem uma forma criativa e leve de levar a resenha ☺♥ Adorei. Flores no Outono 

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pela excelente resenha. Adoro poesias e costumo lê-las com minha filha mais nova. Um abraço e até a próxima!

    ResponderExcluir
  3. Que linda resenha! Eu adoro poesia, mas não tenho o costume de ler. Vou deixar esse livro marcadinho na minha lista!
    Beijos.

    Blog Free Time Nerd

    ResponderExcluir
  4. Que resenha linda! Que forma bonita de passear pelas poesias do livro. Tenho um amigo fã da escrita da Lucinda e que sempre compartilhava comigo as poesias dela. Adorei a da carta.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Olá, tudo bem?

    Vozes Guardadas parece ser um livro bem legal, eu adoro poesia e tem bastante tempo que não leio nada do gênero. Gostei muito da resenha, está de parabéns Lilian, continue trazendo mais obras do gênero!
    Bjuss

    ResponderExcluir
  6. ai que lindo, Lili. Essa leitura deve ser daquelas que arrepiam a pele *--*
    quero ler pra ontem <3
    esses trechos que tu separou me enterneceram...
    bjs ^^

    ResponderExcluir
  7. Oi, como vai?
    Não sou uma das pessoas mais apaixonadas por poesia vida.
    Ultimamente tenho gostado e aprendido bastante com ela.
    Adorei a sua resenha, clara e linda, bem escrita e sutil.
    O livro parece ser inspirador, espero ter a oportunidade de lê-lo.
    Beijo
    https://qadulta.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Eu super admiro quem ler e consegue se conectar tanto com poemas. Eu já tentei inúmeras vezes ler livros de poema, mas sempre acabo na parte superficial e não consigo entender o que o autor quis passar.
    Mas adorei sua resenha, você é uma daquelas pessoas que consegue me mostrar as partes que não consigo ver nas poesias.

    Beijo

    ResponderExcluir
  9. Oii
    Não sou chegada em poesia (acho que sou pouco romântica, sei lá).
    Mas gostei do jeito que fez a resenha. O livro parece ser uma boa pedida para quem gosta da temática e do gênero poético.

    Vícios e Literatura

    ResponderExcluir
  10. Oi, tudo bem?
    Eu preciso dizer que achei linda a sua resenha! Você fala sobre o livro com muita sensibilidade. Adorei!!
    Não é uma leitura que me interesse muito, pois não sou fã de poesia.
    Mas, se resolver procurar um livro do gênero para ler, com certeza será esse.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Olá, tudo bem?
    Que lindo amo poesia e esse livro parece ser maravilhoso e intenso.
    Amei a sua dica e esse primeiro verso que você destacou tocou a alma. Parabéns!

    ResponderExcluir
  12. Eu gosto bastante do gênero e acredito que seja uma obra com uma excelente qualidade, achei a resenha bem completa e detalhada.

    ResponderExcluir
  13. Acho incrível forma poética como você resenha determinados livros. Não sei se é intencional, mas acabo me perdendo em suas palavras e desejando o livro. Aliás, não conhecia este, e claro, você me convenceu a ler.
    Bjs

    ResponderExcluir
  14. Oi, tudo bem?
    Menina se o livro é pura poesia, você incorporou isso lindamente na resenha, que amor! <3 Muita sensibilidade e nuances para falar de coisas tão diversas e, por isso, tão comuns e presentes na vida de cada um. Já faz um tempo que parei de escrever alguns poemas e de lê-los, mas pretendo retomar em algum ponto esse ano. Não sei se essa seria a minha primeira opção, visto que o teor mais sensual dos temas me repele bastante, mas valeu a dica mesmo assim.
    Beijos!

    ♥ Sâmmy ♥
    ♥ SammySacional.blogspot.com.br ♥

    ResponderExcluir
  15. Olá!!

    Que resenha linda! Até poética! Me pareceu ser um lindo livro, me despertou curiosidade ainda que não seja o que eu costumo ler. Vou tentar focar em livros assim esse ano!

    Bjus

    ResponderExcluir
  16. Oiee
    Apesar de ter gostado bastante da sua resenha (adorei a forma como você se expressou pra falar do livro), não é uma obra que leria por agora. Não costumo ler poesias e acabo dando prioridade a gêneros que eu gosto mais.
    Parabéns pela resenha.
    Bjo

    ResponderExcluir
  17. Ahhhhh que incrível esse livro Lilian, confesso pra ti que eu não o conhecia e vi perdidamente apaixonada, gostei da capa principalmente que está um luxo e encantadora, ótima resenha e pretendo ler.
    Beijinhos da Morgs!

    ResponderExcluir
  18. Olá, tudo bem? Confesso que não sou fã de poesias, mas me interessei bastante por esse por causa da resenha. Achei instigante. Ótima resenha!
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Oii
    Parece ser um lindo livro. Eu não curto muito poesia. Gostei do fato das poesias abordarem diferentes sentimentos. ótimo para quem curte o gênero. Bjus

    ResponderExcluir
  20. Não costumo ler poesias o que é uma pena, mas sua resenha ficou incrível.
    Deu até vontade de ler a obra! :D

    #Ana
    https://literakaos.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  21. Oi, tudo bem?
    Primeiramente, sua resenha ficou ótima, parabéns.
    Eu nunca li livro de poesias, mas é que não sou muito fã do gênero. Porém, tenho imensa vontade de conhecer o lado escritor da Elisa, então me encontro nesse dilema hahaha. Ela tem algum romance? Acho que seria bom para começar...



    ourbravenewblog.weebly.com
    Participe do nosso TOP COMENTARISTA valendo um livro JANTAR SECRETO, do autor Raphael Montes :)

    ResponderExcluir
  22. Olá!
    Não sou de ler poesias, já tentei, mas não consigo rs'
    que bom que foi uma leitura boa e que você curte o gênero!

    Beijos!
    http://blogdatahis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Oie!
    Apesar da sua linda resenha ter mostrado o quanto a leitura pode ser boa desse livro, não me senti tentada a ler pois não é um gênero que me agrada muito. Leio poesias, mas não me aprofundo em obras em que conteúdo seja só esse.
    Conheço a autora por seus belos trabalhos de atriz mas não sabia que também escrevia.
    Parabéns!
    Bjo

    ResponderExcluir
  24. Adoro livros de poesias, mas confesso que faz um bom tempo que não leio um. Não conhecia essa obra, e achei de uma sensibilidade só, fiquei muito curiosa para ler. Sua resenha ficou maravilhosa.
    beijos

    ResponderExcluir
  25. Olá! Adorei a sua resenha e a forma como falou do livro. Amo livros tão poéticos e que vão a fundo nos mistérios das mentes das pessoas, de forma a nos identificarmos. Também gostei das partes com tons eróticos. Vou procurar para ler.
    Beijos.
    Karla Samira
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  26. Oi.
    Quero muito ler esse livro! Primeiro por ser da Elisa Lucinda, uma mulher que admiro muito e segundo porque só tenho ouvido elogios! Os versos que você destacou só me fizeram ficar mais interessada!

    ResponderExcluir
  27. E eu que não tinha dado muita atenção para o livro quando o vi a primeira vez, agora, depois da sua resenha fiquei na maior curiosidade - e porque não dizer necessidade - de ler e conhecer a poesia de Elisa...
    E que resenha linda!!!! Fiquei apaixonada pela forma como você escreveu sobre o livro, parabéns!!!!
    Beijinhos,
    Lica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que comentário bonito, a forma como você empregou a palavra necessidade foi poética. Obrigada!

      Excluir
  28. Olá,

    Não conhecia a obra mas achei a premissa de muito bom gosto e fiquei curiosa por todo esse clima melancólico e poético que a narrativa parece trazer. Adorei ler suas considerações e futuramente darei uma chance a essa obra.

    ResponderExcluir
  29. Oie
    adoro dar uma passada qui pois acabo sempre conhecendo coisas novas e mais inteligentes do que costumo ler, são lirvso e dicas que acabo anotando para um momento mais relfexivo meu, parabéns pela postagem,

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

O Poesia na Alma pertence ao universo da literatura livre, como um bicho solto, sem dono e nem freios. Escandalosamente poéticos, a literatura é o ar que enche nossos pulmões, cumprindo mais que uma função social e de empoderamento; fazendo rebuliço celular e sexo com a linguagem.

@Poesianaalma

 
Autora dos livros O Céu é Logo Ali, Mulheres Que Não Sabem Chorar e Desconectada. Em seus livros ela aborda temas como sexualidade, liberdade, amor, preconceito, gênero, violência sexual, alcoolismo, etc. A escritora mantém um blog literário e trabalha com educação.

Arquivo do Blog

Direitos autorais

Copyright © 2015 • Poesia na alma