Resenha - Uma Vez




26 junho 2017


Recentemente a Editora Paz e Terra, do Grupo Editorial Record lançou o título Uma vez, do escritor australiano Morris Gleitzman. Trata-se de uma obra voltada para o público juvenil, mas que pode emocionar o leitor mais sensível que aprecie histórias ambientadas na Segunda Guerra Mundial...

Narrado em primeira pessoa, na figura de uma criança judia de apenas 10 anos, conhecemos a história de Félix, que não compreende as mudanças que estão ocorrendo ao seu redor, e sente falta dos pais, que o deixaram por tempo indeterminado num orfanato cristão. Imaginando se tratar de alguma brincadeira de fingir, o menino segue as instruções de não falar de sua origem, principalmente na frente dos estranhos homens fardados que volta e meia visitam o local a procura de algo suspeito...

Seus pais eram livreiros e após presenciar livros judeus sendo queimados, o pequeno pressente que sua família pode estar em perigo e passa a tentar compreender aquele ódio aos livros de seu povo, que provavelmente se estende ao próprio povo... Ele acaba fugindo do orfanato a fim de encontrar seus pais e no caminho encontra cenas desalentadoras, chegando a salvar uma frágil vida de um incêndio... A partir desse momento, ocorre o 'amadurecimento forçado' de uma criança, que passa a enxergar os perigos reais que lhe acometem e ter que sobreviver em meio a uma terra devastada por falta de comida, mortes, incêndios e perseguições...

O processo de aprendizado de Félix é doloroso ao leitor, ainda mais por sabermos que esse tipo de situação pode muito bem ter acontecido na realidade naqueles anos sombrios de guerra. A trama escrita por Gleitzman não é baseada numa história de fato real, mas que através dela é possível fazer uma conexão com o passado de muitos judeus que morreram ou sobreviveram aos horrores do Holocausto. Uma Vez é uma espécie de resgate dessas histórias há muito perdidas devido a intolerância humana...


Certamente uma leitura que vai emocionar aqueles que se aventurarem por suas páginas...


23 comentários:

  1. Olá! O que aconteceu com os Judeus foi aterrorizante. Gosto de ler livros escritos sobre aquela época para compreender melhor. Mesmo não sendo uma história real, acredito que der mesmo para fazer uma conexão com o passado. Imagino como deve ser sido doloroso ler o processo de aprendizado de Félix. Que bom que foi uma leitura emocionante. Dica anotada! Beijos'

    ResponderExcluir
  2. Nossa, primeira resenha que vejo desse livro e achei bem interessante. A construção de todo o enredo. Por hora eu não lerei. Mas quem sabe futuramente eu não tire minhas conclusões.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Nossa o livro me parece bem pesado no sentido de história de vida
    um menino tendo que des de menino se cuidar diante das maldades do mundo
    amei a resenha ,estiga muito a ler o livro
    sucesso

    ResponderExcluir
  4. Achei extremamente empolgando para uma leitura desse livro, ainda mais tendo como personagem principal uma criança judia, sua resenha ficou ótima e bem detalhista, me deixou bem interessada.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  5. Oi tudo bem?
    Caraca não sabia da existência desse livro mas fiquei bastante curiosa com o enredo, afinal conta a história de uma criança deve ser muito emocionante, irei procurar para ler.

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Não sei porque, o traço da ilustração da capa me fez lembrar o Timtim, sabe? Achei o enredo bem interessante!
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

    ResponderExcluir
  7. Oii, tudo bem?
    Conheci esse livro há pouco tempo, mas já quero muitooo ler! Adoro histórias ambientadas na segunda guerra mundial e esse enredo me chamou bastante a atenção. Achei um pouco triste, mas a obra fala da realidade de muitas pessoas.
    Dica anotada.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Nossa, meu coração já doeu lendo a sua resenha, imagino lendo o livro! Sem dúvidas é uma obra de excelente qualidade e que eu fiquei muito interessada para ler também.

    ResponderExcluir
  9. Oiie

    Eu sempre fico de coração partido quando vejo algo sobre a segunda Guerra. Ficção ou não. São histórias sempre tão sofridas, mas que é importante relembrarmos para que a gente não permita cair nos mesmos erros novamente.

    Adorei a dica.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Oi Maria, não conhecia este livro e adoraria ler, não só pelo pano de fundo da segunda guerra, mas principalmente porque é a visão de uma criança. Já estou imaginando meu coração apertado ao longo da leitura.
    Bjs Rose

    ResponderExcluir
  11. Não conhecia o livro, mas ao ler sua resenha me interessou.
    Tudo que aconteceu naquela época é bem forte, assim como o menino do pijama listrada, o livro da Jojo também trás fragmentos e é aterrorizante!
    Vou ótimo ver essa resenha aqui, vou anotar a dica.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Maria, não lembro de já ter visto esse livro por aí, mas fiquei bastante interessada. Vou procurar mais sobre ele. Obrigada pela dica.

    bjs
    www.livrosdabeta.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Oie
    nossa, quero pra ontem, parece uma história realmente muito boa e construída, adorei a capa e o que li da sua resenha

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Olá!

    Não conhecia esse livro, mas me interessei por ele por causa da história, adoro livros assim, mesmo ficcionais, tem sua pitada de verdade.

    ResponderExcluir
  15. Olá, eu não conhecia esse livro, mas depois da sua resenha fiquei mega empolgada para lê-lo *-* Adoro livro que retratam essa época.

    ResponderExcluir
  16. Com essa capa eu nem imaginava que se tratava de uma história triste. Porque basicamente tudo que aconteceu nesse período de guerra é triste, fiquei interessada no livro com a sua resenha.
    www.belapsicose.com

    ResponderExcluir
  17. Amo livros com a temática da segunda guerra. São sempre sensíveis e viscerais. Fiquei curiosa ao ver a guerra pelos olhos de uma criança. Tive essa experiência com O Menino do Pijama Listrado e creio que este deve ser igualmente emocionante.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  18. Olá, tudo bem? Nossa de fato, apesar de não ser fatos reais, conseguimos encaixar naquele mundo que era a Segunda Guerra Mundial. Tenho apreço por livros de temáticas assim, então com certeza irei ler. Mas vai ser difícil não chorar. Ótima resenha!
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  19. Oii
    esse é meu tipo de livro!! Amei a história. Com certeza quero muito ler, tenho certeza que vou amar. Adoro quando tem a segunda guerra mundial de fundo.
    Bjus

    ResponderExcluir
  20. OLá!
    Eu ainda não conhecia esse livro, mas fiquei extremamente curiosa com a premissa e morrendo de vontade de ler , principalmente por ter essa ambientação na segunda guerra.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  21. Olha meu corpo arrepiando todo. Eu não sou muito de pegar livros desse tipo para ler, mas Uma Vez já me ganhou na sinopse e eu só preciso muito fazer essa leitura!

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Ai, deve ser doloroso ler dessa perspectiva né? uma criança que perde sua inocência por causa do ódio alheio a algo que não conhece e decide que não merece existir. Todo livro que leio sobre a tematica eu fico mal, porque não compreendo todo esse ódio..

    ResponderExcluir
  23. Olá, Val! Tudo bem minha amiga?

    Como sempre você dá show em suas resenhas, escreve muito bem. Uma Vez parece ser um livro tocante, que de fato nos emociona, eu adorei a história, mesmo que seja ficcional, tem um fundo de verdade. Fiquei extremamente interessado no livro. Dica mais que anotada!
    Beijos

    ResponderExcluir

O Poesia na Alma pertence ao universo da literatura livre, como um bicho solto, sem dono e nem freios. Escandalosamente poéticos, a literatura é o ar que enche nossos pulmões, cumprindo mais que uma função social e de empoderamento; fazendo rebuliço celular e sexo com a linguagem.

@Poesianaalma

 

Fanpage

Seguidores

Compre aqui

Compre aqui
Livro Mulheres que não sabem chorar

Curta também:

De olho

Arquivo do Blog

Direitos autorais

Google+ Followers

Autora dos livros O Céu é Logo Ali, Mulheres Que Não Sabem Chorar e Desconectada. Em seus livros ela aborda temas como sexualidade, liberdade, amor, preconceito, homossexualidade, violência sexual, alcoolismo, etc. A escritora mantém um blog literário e trabalha com educação.

Siga-nos por e-mail

Copyright © 2015 • Poesia na alma