Resenha - Clube da Luta 2




19 agosto 2017


Publicado pela Editora Leya, Clube da Luta 2 é a continuação em formato de HQ do aclamado sucesso do escritor Chuck Palahniuk, Clube da Luta. Com ilustrações de Cameron Stewart e roteiro do próprio escritor, podemos acompanhar o retorno de Tyler Durden, trazendo à tona toda a anarquia e violência presentes no livro, ambientado para o cinema em 1995.

Nove anos depois da trama, Marla continua frequentando suas reuniões em grupos de condenados à morte por doenças incuráveis. O casal tem um filho, Junior. Mais uma vez temos o homem comum sendo desumanizado pelas regras e leis caóticas da vida em sociedade, encerrando os indivíduos em selas de alienação cotidiana.

Tyler Durden ressurge, possivelmente como algo que perpassa gerações, não apenas um devaneio ou alterego do narrador. Ele almeja uma ruptura extrema do sistema: destruir tudo para que o mundo renasça sem o capitalismo que torna os seres humanos em criaturas decrépitas sem vontade próprias, mergulhadas num oceano de consumismo robótico e conformismo-niilista.


As vidas de Sebastian e Marla continuam sem um sentido aparente. Para conter Durden, Sebastian vive se medicando, mas não percebe que a esposa sabota sua medicação a fim de trazer o insano novamente. Com um incêndio em sua casa e o desaparecimento de seu filho, só resta a Sebastian se candidatar ao Projeto Caos e Destruição a fim de recuperar Junior. Eis um retorno a Paper St. junto a uma horda de homens de diversas idades e funções sociais, em busca do que os faz se sentirem vivos...

Nessa HQ, a figura de Tyler Durden não se mostra apenas como um 'outro' na mente do narrador, mas traz uma 'tese' diferente: de transtorno mental, Durden se apresenta como um arquétipo que se perpetua geração a geração, e seu fim culmina na figura de Junior. Trata-se de uma ideia que nunca morre, cultivando as pessoas da família do narrador para continuar existindo...


As ilustrações são um deleite à parte. É um trabalho essencial para os fãs da escrita brilhante de Palahniuk, bem como para aqueles que procuram uma leitura com críticas pesadas e metafóricas acerca da sociedade que beira o doentio. Clube da Luta é sobre quebrar as regras. Mesmo a primeira delas, que é não falar sobre o Clube da Luta...


8 comentários:

  1. Ola!! :)

    Eu nao conhecia este livro ainda mas nao parece ser muito o mei tipo de leifura! Para alem do mais, o genero e a capa nao me cativaram muito tambem! Ahah

    De aualauer das formas, gostei de ler a tua opiniao, e fico contente que tenhas gostado assim! E adoro todo o secretismo ai no livro!

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Confesso que não sou muito fã desse livro, quando realizei a leitura achei bem macante e quase abandonei.
    Apesar da sua resenha pontuar bem a sua satisfação com a leitura desse HQ, certamente não pegaria para ler novamente.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  3. Oi maria, o Clube de Luta (1) não foi um livro que tenha me interessado, nem quando ele ganhou sua versão cinematográfica. Talvez por isso, este dois também caia no meu desinteresse. O diferencial é este está em HQ.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  4. Oii, tudo bem?
    Li a série Condenada do Chuck Palahniuk e acabei me decepcionando com o autor. Desde então quero tentar a leitura de Clube da Luta porque só vejo críticas positivas sobre. Não sabia que existiam os HQ's, vou dar uma pesquisa para ver se consigo o primeiro volume.
    Beijos,
    Karina.
    Páginas Empoeiradas

    ResponderExcluir
  5. Fiquei interessada, já assisti o filme e essa HQ me chamou atenção justamente por esse ressurgimento do Tyler. Espero ler em breve.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Olá Val, tudo bem?
    Nossa que máximo.
    Confesso que não conhecia o autor ou a obra, mas uma HQ que trabalha critica social nesse estilo é realmente uma ótima dica.
    Amei a sua dica, vou pesquisar um pouco mais sobre a obra.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Val, eu nunca li o livro Clube da luta, portanto não sei muito da história.
    Mas já tinha ouvido falar que era bom ter deixado só no livro...
    Gostei muito da sua resenha e de ver que você gostou.

    ResponderExcluir
  8. Nunca li clube da luta, mesmo sendo tão aclamado e com essa proposta de crítica que eu gosto.
    Acho que esse HQ chegou pra me incentivar a ler o livro 1 e depois poder desfrutar da continuação com ilustrações encantadores, amo.
    Até.

    ResponderExcluir

O Poesia na Alma pertence ao universo da literatura livre, como um bicho solto, sem dono e nem freios. Escandalosamente poéticos, a literatura é o ar que enche nossos pulmões, cumprindo mais que uma função social e de empoderamento; fazendo rebuliço celular e sexo com a linguagem.

@Poesianaalma

 

SKOOB

Arquivo do Blog

Direitos autorais

Copyright © 2015 • Poesia na alma