Header Ads

Resenha – Blumfeld, Um Solteirão de Mais Idade e Outras Histórias





Blumfeld, Um Solteirão de Mais Idade e Outras Histórias é uma seleção de trinta e cinco contos, de Fraz Kafka, tradução e posfácil de Marcelo Backes, lançado pela Civilização Brasileira, selo do Grupo Editorial Record, com o inédito “O Guarda da Cripta”, seu único drama.

Kafka é um dos maiores escritores de todos os tempos. Não há lista de romances universais em que não se figure O processo, assim como não há lista de novelas em que não apareça A metamorfose. E o número de seus contos geniais e definitivos no sentido interpretar as angústias do homem contemporâneo é particularmente significativo. (Marcelo Backes)

Como já é comum do autor, os textos revelam pessoas consideras desimportantes com seus pequenos problemas, no geral, personagens que estão no lugar do fracassado. No conto Blumfeld, que intitula a obra, o personagem é um solteirão com características neuróticas, que se sente perseguido por duas pequenas bolas.  Já em O grande nadador, o personagem torna-se um recordista olímpico que não sabe nadar.

A coisa mais óbvia seria acreditar em um engano, mas não há engano, eu bati o recorde

Em Onze filhos, com o discurso seco e direto, o leitor se depara com as lamúrias de um pai solitário incapaz de amar os filhos. Os passantes, o protagonista na tentativa de se distanciar do outro, minimiza o ônus dos perigos que um homem corre quando está sendo perseguido por outro, dessa forma, não precisa ajuda-lo.

Pois é noite, e nós não temos culpa de a ruela subir à nossa frente ao clarão da lua cheia e, além disso, talvez os dois tenham organizado aquela perseguição apenas para se divertir, talvez ambos cacem um terceiro, talvez o primeiro esteja sendo perseguido injustamente, talvez o segundo o segundo queira assassinar, e nós seríamos cúmplices do assassinato (...)


Com tradução direta do alemão, Blumfeld, Um Solteirão de Mais Idade e Outras Histórias é um mergulho no íntimo do próprio Kafka, um encontro nos personagens, suas problemáticas desimportantes e absurdos existenciais é a materialização do homem Kafka pelo verbo: “O que Kafka escreve é ele mesmo, o ser em si” (Marcelo Backer).

20 comentários:

  1. O meu primeiro contato com o autor foi através da obra metamorfose. Lembro que precisei ler para um trabalho em grupo e o professor disse que não havia entendido a história e me deu zero hahahahaha.. Anos mais tarde fiz um trabalho parecido para a faculdade e já ganhei nota alta com a mesma visão.. =P Eu gosto da escrita do Kafka e fiquei feliz com esse lançemnto.. =D Já quero e espero conseguir ler em breve.

    Beijos
    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem Lilian?

    Eu li até hoje apenas um livro do Kafka que foi "A Metamorfose", pretendo ler mais livros do autor, gostei da escrita dele. Eu não conhecia esse livro e adorei saber que é composto de contos.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  3. Confesso que nunca havia ouvido falar do autor e, consequentemente, também não tinha ouvido falar sobre a obra. Acredito que isso se dê pelo fato de não se encaixar nos gêneros que costumo ler, mas imagino que para quem gosta deve ser um "prato cheio".
    Abraços

    ResponderExcluir
  4. Oie, tudo bem?

    Já ouvi falar desse autor, mas nunca um livro realmente me despertou o interesse. Adorei saber sobre esse e por serem contos acredito que seja um primeiro contato melhor com o autor! Vou colocar na minha lista.

    www.dreamsandbooks.com

    ResponderExcluir
  5. Oi.
    Ainda não li nada do autor. Não costumava ler muitos contos, mas estou começando agora e gostando bastante de alguns, então acho que esse livro pode ser uma boa pedida para mim, até porque gostei da temática.
    Adorei a resenha.
    Até mais.

    ResponderExcluir
  6. Ainda não li nada desse autor, e nunca vi comentários em canais literários.
    Apesar de não ser um gênero que costume ler, depois das suas considerações acredito que poderia dar uma chance.
    Obrigado pela dica.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Oi, tudo bem? Só li A metamorfose, ainda na adolescência, do Kafka. Nunca mais li nada, mas me interessei por esses contos. Gosto muito de autores que mostram o "feio", o "fracasso" e afins, porque faz parte da realidade e passa muita verdade. Esses tipos de personagens me lembraram as crônicas do Caio Fernando Abreu, que também dava atenção aos "undergrounds". Vou deixar na minha wishlist, com certeza! Adorei saber sobre os contos, fiquei com vontade de ler O grande nadador, pra saber como ele conseguiu enganar todo mundo por tanto tempo.

    Love, Nina.
    www.ninaeuma.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Olá, tudo bem? Eu tenho muito interesse em fazer a leitura de vários livros do autor mas, até hoje li apenas "metamorfose" ano passado e simplesmente, amei a escrita do autor. O processo é o próximo livro da minha lista, espero consegui ler ainda esse ano.

    Beijos e Abraços Vivi
    Resenhas da Viviane

    ResponderExcluir
  9. Olá, tudo bem? Ainda não tive a oportunidade de ler nada do autor, porém tenho bastante curiosidade. Fiquei curiosa para ler os contos "Blumfeld" e "O grande nadador", que parecem ser bem inusitados.

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  10. Olá! Ainda não li nada do autor mas confesso q achei sua dica bem interessante, sao contos com enredos simples mas q dão uma curiosidade em saber o que vai acontecer! Gostei muito da resenha! Beijos

    ResponderExcluir
  11. eu sou completamente apaixonada pelo kafka, conheci na faculdade e li as pricipais obras dele, bom saber desse livro, ainda nao tava sabendo do lançamento
    obrigada pela indicação

    ResponderExcluir
  12. É impressionante como Franz Kafta é tão presente, ele influenciou uma época e ainda hoje tem fãs, também o cara era um gênio. Eu li Metamorfose e Cartas ao Pai, não conhecia esse livro de contos e com certeza vou ler, pois sua resenha serviu me motivas a investir.

    Bjo
    Tânia Bueno

    ResponderExcluir
  13. Eu ainda não li nada do Fraz Kafka - mas não me falta vontade - e fiquei muito interessada em realizar a leitura deste livro. Os contos me agradaram bastante e acho que é um livro que me agraria bastante.

    ResponderExcluir
  14. Eu gosto muito de contos e como quero ler algo do Fraz Kafka, esse livro já vai pra minha lista de desejados, interessantíssimos os contos que destacou.

    ResponderExcluir
  15. Olá Lilian, ainda não tive a c chance ler nada do autor =/ Pelos seus comentários os contos presentes nesse livro parecem bem interessantes, parece um bom livro para eu começar a ler o as obras dele.

    ResponderExcluir
  16. Kafka está na minha lista de ''devo ler antes de morrer'' porém ainda não li =/ mas pretendo, eu não conhecia a obra antes de abrir teu post mas acho que pode ser uma opção pra mim, já que nunca li nada dele.

    ResponderExcluir
  17. Li o livro A Metamorfose para uma discussão de grupos em minha escola. Não fiu uma leitura muito agradável em primeiro momento, mas anos depois reli e amei. Anotarei essa opção aqui na minha lista.
    Bjim!!
    Tammy

    ResponderExcluir
  18. Olá!
    não conhecia esse autor, pelo que percebo é bem conhecido rs' mas eu confesso que não me interessei muito pelo livro, não sou de ler contos, mas gostei de conhecer e quem sabe eu tenha a experiência de conferir! ótima resenha!

    beijos!

    ResponderExcluir
  19. Olá, tudo bem? Só o livro A Metamorfose do autor, e adorei, porém não tive oportunidade de ler nada mais do mesmo. Os contos com certeza são uma ótima ideia e por isso dica anotada <3 Serem traduzidos direto do alemão traz uma tradução bem melhor né?! Adorei!
    Beijos,
    https://diariasleituras.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  20. Olá tudo bem? Fiquei encantada com sua dica de leitura, sempre quis ler Fraz Kafka, e tenho tido experiências ótimas com contos, se tornou mais um tipo de leitura favorita, quero muito ter a oportunidade de ler a obra, beijos!

    ResponderExcluir

O Poesia na Alma pertence ao universo da literatura livre, como um bicho solto, sem dono e nem freios. Escandalosamente poéticos, a literatura é o ar que enche nossos pulmões, cumprindo mais que uma função social e de empoderamento; fazendo rebuliço celular e sexo com a linguagem.

@Poesianaalma