Header Ads

samba da utopia / jonathan silva





“Acho que o Samba da Utopia acabou virando um alento pros nossos corações. Estamos cansados desse discurso de ódio, de preconceito. A poesia é uma ferramenta pra encararmos esses tempos sombrios. Vou me armar de poesia até os dentes” (Jonathan Silva)


Se o mundo ficar pesado
Eu vou pedir emprestado
A palavra poesia
Se o mundo emburrecer
Eu vou rezar pra chover
Palavra sabedoria
Se o mundo andar pra trás
Vou escrever num cartaz
A palavra rebeldia
Se a gente desanimar
Eu vou colher no pomar
A palavra teimosia
Se acontecer afinal
De entrar em nosso quintal
A palavra tirania
Pegue o tambor e o ganzá
Vamos pra rua gritar
A palavra utopia



Jonathan Silva: voz
Ceumar Coelho - participação encantada: voz
Filpo Ribeiro: viola dinâmica
Lucas Brogiolo: percussão
Marcos Coin: violão
Coro: Karen Menatti, Lilian de Lima, Eva Figueiredo, Cris Raséc, Luciana Rizzo, Dinho Lima Flor, William Guedes, Rodrigo Mercadante e Lucas Vedovoto.

13 comentários:

  1. Linda poesia. Que voz! Eu entendo pouco de música... mas sei do que meus ouvidos gostam e se agradam!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa letra é forte, poética, traz a esperança que os dias sombrios pedem para continuarmos na luta e fala de uma luta com amor e a leveza da poesia. Estou encantada, não consigo parar de ouvir

      Excluir
  2. Poxa, que bacana teu post, eu realmente não conhecia esse calor e fiquei bem feliz pela oportunidade. Sucesso!

    ResponderExcluir
  3. Oiieee

    Que letra forte e terrivelmente verdadeira, num mundo onde predominam os discursos de ódio que tentam separar pessoas por raças, cores ou fé, ~e lindo ver que a poesia une porque ela é uma linguagem universal, que declara através de palavras um sentimento que todos compartilham. Linda canção do Jonathan Silva.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  4. Linda letra e linda voz.
    O mundo anda bem pesado ultimamente, acho que estamos precisando de mais leveza, né?
    Adorei o post ♥
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Ola!!

    Nossa, que linda letra!! Linda e verdadeira, isso que torna essa musica especial.
    Obrigada por me apresentar essa poesia em forma de musica s2

    beijos

    ResponderExcluir
  6. Que letra mais linda! Em tempos tão tenebrosos como esses que andamos vivendo, é necessário um discurso que mostre como é preciso ter resiliência, obrigada por essas lindas palavras, não conhecia mas já amei. <3

    ResponderExcluir
  7. Olá

    Em época de retorno de retrocessos e traços evidentes de tirania a autoritarismo, essa letra reforça que temos que lutar para manter nos direitos e principalmente defender o amor, a liberdade e os direitos humanos que são tão simples, porém têm sido usurpados.

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Vontade de imprimir essas palavras e colar na parede pra poder ler todo dia, amei esse samba da utopia.

    ResponderExcluir
  9. Que ótima dica, Lilian. Adorei a poesia, a música! Nos traz uma mensagem de esperança através de um texto forte.

    ResponderExcluir
  10. Oi, tudo bem? Eu já conhecia esse samba e fiquei feliz por vê-lo na blogsfera. Acho ótimo espalharmos palavras de resistência em lugares que parecem tão na mesma. É uma canção bem importante pros tempos atuais, amei.

    Love, Nina.
    www.ninaeuma.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Que letra mais linda! Confesso que não conhecia, mas adorei! Não sou chegada em samba, mas com essa letra fico empolgada para escutar.
    beijos

    ResponderExcluir
  12. Olá, tudo bem?
    Confesso que eu não conhecia o cantor e nem a música, mas que letra sensacional. Forte, tocante e com uma mensagem bonita, que traz esperança. Adorei o post e conhecer essa música maravilhosa!
    Beijos!

    ResponderExcluir

O Poesia na Alma pertence ao universo da literatura livre, como um bicho solto, sem dono e nem freios. Escandalosamente poéticos, a literatura é o ar que enche nossos pulmões, cumprindo mais que uma função social e de empoderamento; fazendo rebuliço celular e sexo com a linguagem.

@Poesianaalma