Header Ads

Toda poesia é luminosa

@itziaraguilera




Toda poesia é luminosa, até
A mais obscura.
O leitor é que tem às vezes,
Em lugar de sol, nevoeiro dentro de si.
E o nevoeiro nunca deixa ver o claro.
Se regressar
Outra vez e outra vez
E outra vez
A essas sílabas acesas
Ficará cego de tanta claridade
Abençoado seja se lá chegar.

(Eugénio de Andrade – Ver claro)

2 comentários:

  1. Me esforço, nem sempre consigo esse estado numinoso

    ResponderExcluir
  2. Olá,
    Faz sentido, afinal cada um interpreta a poesia a seu modo.
    Gostei bastante da comparação.

    Debyh
    Eu Insisto

    ResponderExcluir

O Poesia na Alma pertence ao universo da literatura livre, como um bicho solto, sem dono e nem freios. Escandalosamente poéticos, a literatura é o ar que enche nossos pulmões, cumprindo mais que uma função social e de empoderamento; fazendo rebuliço celular e sexo com a linguagem.

@Poesianaalma