Header Ads

2019 foi um ano difícil para os sonhadores





Me aproprio da famosa frase de ‘O Fabuloso Destino de Amélie Poulain’ para relatar um pouco da angústia de 2019, em que a Terra deixa de ser redonda para se tornar Plana; o Fascismo ganha cada vez mais força; os direitos sociais destruídos; a Cultura é demonizada e perseguida; a Natureza é destruída com mais força que antes e a isso inclui seus guardiões, os povos nativos, que chamamos de índios... 2019 foi um ano muito difícil para os sonhadores e por muito tempo iremos colher frutos podres desse terrível ano. Desse terrível momento. Acredito que é preciso, antes de continuar esse texto, trazer a frase sem modificações, o que não altera o sentido desastroso dos tempos em que estamos: “São tempos difíceis para os sonhadores

Como minha ideia não é fazer necessariamente uma retrospectiva desgraçada e niilista com as imagens mais bizarras que o Brasil pode oferecer, deixo aqui minha percepção de que a Literatura, mesmo sendo apedrejada em 2019, possibilitou que a leitura fosse meu ato de resistência frente a alienação, ódio e estupidez em que estamos imersos. Deixo, portanto a lista de alguns dos melhores livros que, nesse ano, foram essenciais para mim. Fiquei limitada a expor os que fiz resenha aqui no blog, então, caso esteja interessadxs, podem procurar por aqui mais informações sobre cada um desses livros. 

O LIVRO COMPLETO DE BRUXARIA



Sinopse: O Livro Completo de Bruxaria de Raymond Buckland influenciou e orientou incontáveis bruxos do mundo todo. Mais que um livro de referência sobre o assunto, é um verdadeiro curso completo sobre Wicca, com ilustrações, fotografias, rituais, crenças, histórias e tradições, assim como informações sobre feitiços, divinação, herbalismo, cura, canalização, interpretação e sonhos, sabás e esbás, covens e prática solitária. Nesta edição especial em capa dura, você encontrará perguntas para avaliar o que absorveu de cada capítulo, de modo que possa aproveitar melhor o seu treinamento espiritual e mágico. Trata-se de uma obra clássica de valor inestimável – um guia prático e fundamental para todos os que se interessam pela Bruxaria moderna.

O AMOR É FODIDO



Sinopse: João é um sexagenário inválido, internado num lar, que recorda Teresa, o grande amor da sua vida. A narração, feita em retrospectiva, fala da relação quasi-extremista, doentia e impossível entre os dois, do simulado suicídio de Teresa que João só descobriu anos mais tarde e da impossibilidade de alcançar o amor perfeito. Miguel Esteves Cardoso afirmou que pretendeu apenas escrever sobre o amor, "(...) sem traí-lo, defini-lo ou magoá-lo (...)", sem se basear em personagens ou histórias reais.

AS MULHERES DEVEM CHORAR... OU SE UNIR CONTRA A GUERRA



Sinopse: Três guinéus, o livro em que Virginia Woolf desenvolve o argumento de que existe uma estreita conexão entre patriarcado e militarismo, foi publicado, na Inglaterra e nos Estados unidos, em 1938. Nesse mesmo ano, a revista americana The Atlantic Monthly publicou, em duas partes, uma versão abreviada e reestruturada do livro. “As mulheres devem chorar” foi o título dado à primeira parte, enquanto o título da segunda o repetia, com um acréscimo: “As mulheres devem chorar… Ou se unir contra a guerra”. É em torno desse ensaio e dessa temática que se centra a presente coletânea, acrescida, entre outros, de “Profissões para mulheres”, texto escrito em 1931, focado no tema da dificuldade de acesso das mulheres às profissões liberais, e do comovente ensaio “Pensamentos sobre paz durante um ataque aéreo”, publicado em outubro de 1940, em plena Segunda Guerra e cinco meses antes da morte da autora. Fecha o livro um posfácio de Guacira Lopes Louro, estudiosa de gênero e sexualidade.

O COMPLEXO DE CASSANDRA – HISTERIA, DESCRÉDITO E O RESGATE DA INTUIÇÃO FEMININA NO MUNDO MODERNO

Imagem do Blog Poesia na alma

Sinopse: Na mitologia grega, o Deus Apolo se apaixonou por Cassandra, filha do rei de Troia, e a ela prometeu o dom da profecia. Quando ela se recusou a ser seduzida, Apolo, por vingança, amaldiçoou-a para que ninguém acreditasse em suas profecias. Essa é a tragédia arquetípica de todas as mulheres oprimidas num mundo patriarcal. Em O Complexo de Cassandra, a analista junguiana Laurie L. Schapira traça um paralelo entre o padrão arquétipo e a vida da mulher moderna, delineando seu perfil psicológico e descrevendo as fases clínicas do processo analítico que podem levá-la a se transformar numa nova Cassandra e de escapar da maldição do Apolo patriarcal, sendo porta-voz de uma nova era para todas as mulheres.

SE A RUA BEALE FALASSE

Imagem da Editora 

Sinopse: Lançado em 1974, o quinto romance de James Baldwin narra os esforços de Tish para provar a inocência de Fonny, seu noivo, preso injustamente. Livro que inspirou o filme dirigido por Barry Jenkins, vencedor do Oscar por Moonlight.
 Tish tem dezenove anos quando descobre que está grávida de Fonny, de 22. A sólida história de amor dos dois é interrompida bruscamente quando o rapaz é acusado de ter estuprado uma porto-riquenha, embora não haja nenhuma prova que o incrimine. Convicta da honestidade do noivo, Tish mobiliza sua família e advogados na tentativa de libertá-lo da prisão. Se a rua Beale falasse é um romance comovente que tem o Harlem da década de 1970 como pano de fundo. Ao revelar as incertezas do futuro, a trama joga luz sobre o desespero, a tristeza e a esperança trazidos a reboque de uma sentença anunciada em um país onde a discriminação racial está profundamente arraigada no cotidiano. Esta edição tem tradução de Jorio Dauster e inclui posfácio de Márcio Macedo.

O QUE É RACISMO ESTRUTURAL?



Sinopse: O que é racismo estrutural? traz reflexões inovadoras acerca da construção das noções de raça e racismo. Depois de fornecer argumentos e tecnologias para a escravidão e o colonialismo, tais conceitos desafiam as sociedades contemporâneas como o Brasil, onde crescem anseios por igualdade racial. A indagação central da obra exige resposta complexa, englobando aspectos históricos, políticos, sociais, jurídicos, institucionais. O autor nos convida à sua demonstração, tecida em análises feitas à luz da filosofia, ciência política, economia e teoria do direito. Com escrita sedutora e admirável erudição, Silvio Almeida finca o produtivo conceito de racismo estrutural. Seu livro constitui-se, desde já, em importante referência para a educação antirracista, calcada nos valores da igualdade, liberdade e direito à vida.

TERRA DAS MULHERES




Sinopse: Publicado pela primeira vez em 1915, Terra das mulheres mostra como seria uma sociedade utópica composta unicamente por mulheres.
Antes do leitor encontrar a suposta maravilha dessa utopia, terá de acompanhar três exploradores — Van, o narrador; o doce Jeff; e Terry, o machão — e suas considerações e devaneios sobre o país, no qual, os três têm a certeza de que também existem homens, ainda que isolados e convocados apenas para fins de reprodução. Um país só de mulheres, segundo os três, seria caótico, selvagem, subdesenvolvido, inviável.Uma vez lá, Van, Jeff e Terry se dividem entre a curiosidade de exploradores com fins científicos e o impulso dominador de um homem, oscilando entre tentar entender mais sobre aquela utópica e desconhecida sociedade e o sonho de um harém repleto de mulheres que talvez estejam dispostas a satisfazê-los e servi-los.

O FASCISMO ETERNO


Imagem Blog Poesia na alma

Sinopse: Uma reflexão importante e necessária sobre o sentido da história e a importância da memória. Publicado pela primeira vez em 1997, como parte do livro Cinco escritos morais, O fascismo eterno chega aos leitores em nova edição no momento de ascensão mundial do flerte com o fascismo. Segundo Umberto Eco, entre as possíveis características do Ur-Fascismo, o “fascismo eterno” do título, estão o medo do diferente, a oposição à análise crítica, o machismo, a repressão e o controle da sexualidade, a exaltação de um “líder”, um constante estado de ameaça, entre outros. O fascismo, denuncia o autor, longe de ser apenas um momento histórico vivo na Itália, na Europa (e no Brasil) do século XX, é uma ameaça constante da nossa sociedade.

JÚBILO, MEMÓRIA, NOVICIADO DA PAIXÃO

Imagem da Editora

Sinopse: Lançado pela primeira vez em 1974, este livro introduz uma nova fase da escritora: é o primeiro volume de poesia depois de sua estreia na ficção. Autora de uma extensa produção de poesia, que teve início com Presságio, em 1950, Hilda na década seguinte passou a se dedicar a outros gêneros literários. No fim dos anos 1960, em apenas três anos ela produziu oito peças de teatro. Logo na sequência, viriam dois livros de ficção: Fluxofloema, de 1970, e Qadós, de 1973. Júbilo, memória, noviciado da paixão se tornou uma das obras mais lidas, festejadas e estudadas de Hilda Hilst, autora homenageada na Flip 2018. Com a forte marca da prosa, este volume de poemas apresenta os temas que consagraram a poeta: a entrega amorosa, a devoção mística, o anseio pelo encontro, o temor da morte. “Se te pareço noturna e imperfeita”, ela escreve, “Olha-me de novo.”.

A MÃE DE TODAS AS PERGUNTAS



Sinopse: Rebecca Solnit é hoje uma das principais pensadoras do feminismo contemporâneo. Autora do famoso ensaio que deu origem ao termo mansplaining, que veio revolucionar o vocabulário das discussões sobre gênero, sua obra é leitura obrigatória tanto para as pessoas mais experimentadas no tema quanto para aqueles que desejam se iniciar em um dos principais debates da sociedade atual.
 Em A mãe de todas as perguntas, Solnit parte das ideias centrais de maternidade e silenciamento feminino para tecer comentários indispensáveis sobre diferentes temas do feminismo: misoginia, violência contra a mulher, fragilidade masculina, o histórico recente de piadas sobre estupro e outros mais. Cristalinos e contundentes, seus ensaios devolvem ao tema toda a gravidade ele merece, sem abrir mão da poesia e do humor característicos de sua escrita.

21 comentários:

  1. Mulher, tu fez muita leitura essencial. Quero muito o de Eco, o livro de bruxaria, terra de mulheres, e o de Baldwin. Adoro a escrita dele...

    Espero que 2020 seja melhor, ou menos ruim que 2019... Misericórdia, que ano vergonhoso pro brasil

    ResponderExcluir
  2. Poxa vida, essa não é uma lista, é quase um kit de sobrevivencia, de verdade! Obrigada por colocar tanta coisa boa em um post só, dá vontade de divulgar pro mundo inteirinho. Espero que esse ano seja um pouquinho melhor pra gente, merecemos.

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem? Realmente 2019 foi um ano complicado, tanto para as pessoas quanto para o planeta no qual vivemos. Adorei a lista de livros que tu selecionou, tenho bastante vontade de ler o primeiro. Que 2020 seja melhor!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  4. Infelizmente ainda não conheço nenhuma das obras citadas, mas que bom que você gostou das leituras. Que nada tire de nós o prazer de ler um bom livro. ♥

    ResponderExcluir
  5. Que lista de leituras! Eu não li nenhum desses livros ainda e quero muito ler a maioria, sei que são obras que nos levam a refletir e são importantes! Espero poder ler pelo menos um desses livros agora em 2020

    ResponderExcluir
  6. Não conhecia nenhuma das obras, são leituras bem diferentes do que costumo ler, mas me passou a ideia pelas sinopses que são aquelas leituras que começamos preguiçosamente e acabamos calados e pensativos. Me interessei bastante por : AS MULHERES DEVEM CHORAR... OU SE UNIR CONTRA A GUERRA

    ResponderExcluir
  7. só livro que parece incrível, da sua lista quero alguns quase todos kkk. e realmente 2019 foi um ano de energia ruim e coisas ruins no mundo todo =/

    ResponderExcluir
  8. Nem me fala... 2019 foi um turbilhão de sentimentos! Sobre as obras, eu já ouvi falar de algumas, mas ainda não tive chance de ler. "Se a rua beale falasse" e "terra das mulheres" são livros que estou muito curiosa para conhecer.

    Beijos,
    Blog PS Amo Leitura

    ResponderExcluir
  9. Oi Lilian.

    2019 foi um ano muito complicado mesmo. Agora que lista maravilhosa você apresentou! Apesar dois que não tenho na minha lista de desejados e um eu não conhecia. Estou com Se a rua beale falasse para ler, pretendo lê-lo em breve.

    Bjos

    ResponderExcluir
  10. Olá, tudo bem? Nossa 2019 foi inTENSO, acho que para a maioria das pessoas né :(
    Eu amei essa lista maravilhosa, já anotei alguns títulos que eu não conhecia e espero ler em breve.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  11. Olá

    Acho que todos os anos vem sendo vergonhosos para a humanidade. Continuamos discutindo os mesmos problemas de séculos atrás.AS mulheres ainda são perseguidas de todas as formas, os índios estão sendo exterminados, a natureza sendo explorada até a última gota, pessoas passando fome, ainda discutimos direitos humanos, a laicidade ainda é apenas uma palavra no Brasil e por aí vai. Portanto, enquanto houver Humanidade ainda haverá isso, então(sendo bem realista) somos os parasitas aqui e nosso extermínio seria o melhor benefício ao universo.

    ResponderExcluir
  12. Oi Lilian!!
    De fato 2019 foi um ano de completo retrocesso e de fato vamos colher frutos desse ano por muito tempo, das suas leituras devo dizer que não cheguei a ler nenhuma delas, na verdade em sua grande maioria eu não conhecia, a exceção foi O Livro Completo De Bruxaria, que eu já estava de olho e mesmo assim não sei quando irei ler.

    Beijos!
    Eita Já Li

    ResponderExcluir
  13. Oi Lilian!
    Posso dizer que esse foi um dos melhores posts que eu li na minha vida ♥
    Cara, foram tempos muito dificeis mesmo, Sério. Tá sendo foda!
    Suas leituras são muito essenciais e na sinceridade, anotei vários para eu ler em 2020.
    MUITO OBRIGADA.

    Bjocas

    http://www.livreando.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Frente a tudo que estamos passando, suas leituras foram um ótimo meio de se rebelar. Adorei saber um pouco sobre cada livro e com certeza vou usar esses livros como indicações para leituras desse ano.
    Bjos
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
  15. Olá, realmente o último ano foi bem difícil... Dos livros citados, ainda não li nenhum, mas Terra das Mulheres está nos meus desejados e agora fiquei curiosa para ler esse da Virginia Woolf.

    ResponderExcluir
  16. Li Se a Rua Beale Falasse e foi bem sofrido em certas passagens. Eu adorei mesmo foi o título do primeiro livro. Aquela capa também é divina.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe do sorteio Rumo aos 4K no instagram

    ResponderExcluir
  17. Oi, tudo bem?
    Infelizmente, o ano de 2019 foi mesmo muito difícil. Mas acho incrível encontrarmos nos livros uma forma de resistência. Não li nenhum desses ainda, mas alguns eu anotei a dica agora e outros já estão na minha lista de desejados e são uma prioridade para mim. Em especial, quero muito ler Terra das Mulheres.
    Adorei a dica e espero que 2020 seja um ano mais leve, mas com leituras igualmente instigantes.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  18. 2o19 não foi para amadores... nem para profissionais. Que ano....
    Da sua seleção de livros quero ler O Caso da rua Beelle.
    Beijos

    ResponderExcluir
  19. Oi Lilian, tudo bem?
    2019 foi mesmo um ano muito complicado em um monte de pontos, mas também nos mostrou que os monstros muitas vezes, se não em todas, estão mais perto de nós do que gostaríamos e tem imagem e semelhança conosco.
    Dessa seleção de livros quero ler todos. Mas o meu desejo mesmo esse ano é ler a Octavia Butler.
    Um beijo de fogo e gelo da Lady Trotsky...
    http://www.osvampirosportenhos.com.br

    ResponderExcluir
  20. Olá!!!
    Eu preciso dizer que realmente esse ano parece que aconteceu muita coisa e que não dar pra simplesmente não ter a sensação de que foi cinco anos em um.
    Suas leituras mesmo que selecionadas são tapas na cara na nossa sociedade que atingiu a todos de várias formas.

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  21. Olá!
    2019 foi um ano triste para tantas coisas, onde vimos os direitos sendo banalizados, pessoas de ofendendo em defesa de um presidente que não fala coisa com coisa, sei lá.. foi difícil, mas tenho esperança que esse ano as coisas vão se arrumar, assim eu espero! quero ler o livro "Terra de Mulheres" só leio resenhas ótimas sobre esse livro!

    beijos!

    ResponderExcluir

O Poesia na Alma pertence ao universo da literatura livre, como um bicho solto, sem dono e nem freios. Escandalosamente poéticos, a literatura é o ar que enche nossos pulmões, cumprindo mais que uma função social e de empoderamento; fazendo rebuliço celular e sexo com a linguagem.

@Poesianaalma