Header Ads

Resenha – A Astrologia Contemporânea

 

By imagem google

Os Signos do Zodíaco: Um Guia Prático para Entender a Astrologia Contemporânea, de Carolyne Faulkner, lançado em 2020 pelo Grupo Editorial Pensamento, foi um livro que li no formato digital pelo celular (algo absurdamente atípico para mim) e, para minha surpresa, uma experiência maravilhosa.

 

Em 2019 fiz meu primeiro Mapa Astral e a experiência única me minha vida, por diversas razões, foi significativa e prazerosa. Desde então, fiquei mais curiosa sobre a temática e não encontrava algo que fosse adequado para mim, uma leiga.

 

Apesar de serem divulgados de forma simplista, os signos não são tão simples de compreender. Por isso, quando tive a oportunidade, comecei a ler Os signos do zodíaco e em menos de 24 horas já tinha devorado suas mais de 300 páginas e comprando com meu Mapa Astral que na época não tinha compreendido com tanta profundidade.

 


Como o próprio livro diz, é um manual. Mas, além do passo a passo, a autora traz elementos sobre nosso comportamento no dia a dia e relacionando casas, planetas e signos do Mapa Astral. Isso não significa, entretanto, que a obra traga todas as respostas de cada Mapa, mas é possível entender e refletir sobre o que deu certo ou não deu certo dentro dessa conjunção astral, e, principalmente, como melhorar. Calma aí que não é autoajuda, é astrologia mesmo. Segundo a autora, essas informações são um sinal do que devemos trabalhar ou melhorar, ter cuidado.

 

Ela divide os signos, planetas e casa em dois blocos, deu certo e não deu certo e sugere durante a leitura que cada pessoa pegue seu mapa e faça uma análise criteriosa sobre as informações ali contidas.

 

Em minha experiência pessoal com o mapa astral não poderia ter sido melhor, apesar de cética, as informações foram bem pessoais, coisas que já sabia e que estava em um forte processo para mudar e outras, desconfiava. Minha terrível facilidade de me tornar dependente, e há alguns anos, travei uma batalha interna para parar de beber, o álcool, por ser uma droga lícita, é mais difícil, mas isso também se aplicou ao café. Nesse processo, compreendi que não preciso de nada para desligar meus inibidores ou me causar sensação de prazer.

 

Voltando ao livro, como disse, ele pode ser ótimo para quem deseja conhecer mais desse universo e é leigo, minha sugestão é que tenha o físico, visto que senti profunda dificuldade para ir e voltar nas informações.

 

 


3 comentários:

  1. Oi Lilian!!

    Menina, eu fiz meu mapa astral há alguns anos, um ou outra pessoa tenta interpretar para mim e muitas vezes eles até acertaram algumas coisas, mas, um livro que poderia me ajudar a eu mesmo conseguir interpretar meu mapa astral é tudo para mim. E eu nem fiquei sabendo do lançamento desse livro.

    Beijos!
    Eita Já Li

    ResponderExcluir
  2. Oi, tudo bem?
    Descobri esse livro recentemente por um acaso, costumo gostar bastante de acompanhar e estudar um pouco sobre os signos do zodíaco, então pelo visto será uma leitura que vai me surpreender. A capa dele é muito chamativa e a proposta da análise de informações aumentou ainda mais o meu interesse para conhecer sobre.

    Até mais,
    www.estudou.com

    ResponderExcluir
  3. quero muito ler, desde que tu falou nele. mas eu tbm ia preferir o formato físico, apesar de tu ter lido tão avidamente no formato digital.

    ResponderExcluir

O Poesia na Alma pertence ao universo da literatura livre, como um bicho solto, sem dono e nem freios. Escandalosamente poéticos, a literatura é o ar que enche nossos pulmões, cumprindo mais que uma função social e de empoderamento; fazendo rebuliço celular e sexo com a linguagem.

@Poesianaalma